[SANTIAGO] Cajon del Maipo

3/03/2007 08:33:00 PM / Posted by Daniel Alonso /


No último fim de semana da Tamara por aqui eu resolvi levar-la aos Andes, para que ela, quiçá, veja um pouco de neve, que ela nunca viu. Então fomos com nossos queridos companheiros de viagem da Procter, Gui e sua patota, para o Cajón del Maipo.

Segundo os chilenos o "caixão do Maipo" se chama assim porque o rio Maipo fica encaixotado entre os andes, é basicamente onde nasce o rio, no pedregoso caminho podíamos ver milhões de afluentes, alguns lamacentos outros azuis como o céu.

Confesso que eu esperava nada mais do que um restaurante nas alturas, no meio das neves eternas dos andes, com uma comida minimalista e cara...realmente não sabia o que me esperava, só percebi quando fomos no supermercado e os chilenos compraram 6 litros de água e um monte de biscoitos.

Depois de 1 hora de estrada esburacada e uma paisagem monumental chegamos à base, que foi quando fui informado nosso objetivo e o esforço. iríamos até uma geleira que ficava a 8Km de onde estávamos...de subida. Agradeci a deus ter ido de bermuda e regata e não de jeans e camiseta como tinha pensado. A Tamara e o Gui também ficaram um pouco surpresos com o trekking proposto. Os chilenos disseram que a gente podia ir até onde aguentava e depois voltaríamos daí, mas eu já sabia que não iria parar antes de chegar na geleira, eu nunca paro.


Começamos a subir então, em meio a montes e montes de pedra e capins secos e cheios de espinhos. Os primeiros 2,5Km eram os piores, porque era a subida que dava acesso ao vale da geleira, onde o caminho ficou menos íngreme e a caminhada ficou tranquila. Andamos mais 3 Km até o lago formado pelo degelo e seguimos adiante, os membros da equipe que não estavam acostumados com tais caminhadas *cof* Tamara e Gui *cof* obviamente já estavam reclamando e pensando em parar onde fosse para esperar que a gente voltasse, mas com alguma insistência e assistência eles seguiram adiante...


Depois de 3 horas de caminhada chegamos a geleira, que estava esquálida e diminuta, resultando de um verão forte e sem tréguas. Eu sinceramente esperava mais, porque de longe as montanhas cheias de gelo prometiam uma espetacular geleira e no final era um fiozinho de gelo e mais nada....quase nada, porque ao chegar perto das cavernas por onde desciam as águas do degelo percebi que as cavernas não eram de rocha e sim de puro gelo! A geleira era grande sim, só que estava inteira coberta por rochas e não permitia aquela vista colossal de blocos de gelo azulíssimos e quebradiços sob o sol...

As cavernas...

...aparentemente de rocha...

...mas eram de gelo...

...que derretia criando uma das nascentes do rio.

Paramos ali para descansar e encher as garrafas com água do degelo (que era uma delícia! Melhor do que a engarrafada que compramos no supermercado), os chilenos subiram até a neve, eu fiquei embaixo para não deixar a Ta sozinha e depois de uma meia hora voltamos. No caminho de volta a vista era ainda mais bonita, porque o sol se escondia entre as montanhas e o jogo de sombras que ele criava era nada menos que espetacular.

Olhando pra trás...

...e para frente.

No, fim, somados 16Km percorridos em 5 horas, mas algumas bolhas no pé, roupas sujas e pó, muito pó, fomos comer na melhor pizzaria da cidade, obviamente sem tomar banho e com as roupas da caminhada, pois assim é mais gostoso...

Labels: , , , , ,

1 comments:

tamarahiss on 3/04/2007 9:37 PM

ÊEEEEE!!!!
foto minha no seu blog! ;)
Amor, quero ir de novo p/ cajon del maipu! preparada, dessa vez!!
Beijinhossss!!!

Postar um comentário