A internet de hoje e a publicidade de amanhã

11/18/2009 09:00:00 AM / Posted by Daniel Alonso /

Estava vendo TV recentemente e vi esse comercial do Itau Personnalité:



O que me lembrou imediatamente desse outro vídeo que eu tinha visto na internet ano passado:



Obviamente os filmes são diferentes, mas acho beeem difícil crer que o pessoal da DPZ não tenha tirado a idéia do vídeo australiano. E acho beeeem provável que eles não disseram ao pessoal do Itaú de onde tiraram a idéia.

Mas esse é só um exemplo da propaganda brasileira pegando idéias da internet. A primeira vez que eu vi isso acontecer foi com a propaganda da Riachuelo, a qual já desapareceu da net e era uma cópia descarada desse clip do Oren Lavie:



Aqui o único resquício da propaganda da Riachuelo.



E também temos menção honrosa para a propaganda regional do IESB, que também deu uma bela copiada no vídeo do Oren Lavie.



Depois veio o video da Claro, com a pegajosa música "That's The Way I Like It"



Vídeo o qual apareceu semanas após esse vídeoclipe da Banda Japonesa Sour.



Muito semelhantes não? Mas ao menos o da Claro eu sei que eles só veicularam porque não tinham tempo hábil para fazer outro...e a agência também tomou uma na orelha por ter apresentado esse video.

Será que há algum bloqueio criativo nas agências brasileiras para que elas tenham que copiar idéias lá de fora? Ou será que isso já acontece faz tempo, mas só agora que o mundo ficou menor por causa da internet é que a gente está percebendo isso?

Update: A DPZ enviou detalhes do vídeo do Itaú:
----------------------------------------
APENAS UMA TÉCNICA.
DA DPZ, sobre a técnica do filme Perspectivas:

Perspectivas, para Personnalité, foi aprovado no dia 21 de setembro no banco, depois de passar por um longo processo de pesquisa (técnica e roteiros) que durou mais de um mês.

As reuniões de pré-produção aconteceram entre os dias 24 e 28, com aprovação de shooting board e locações por agência e cliente.
O projeto partiu das referências do diretor de fotografia Keith Loutit, australiano especialista na técnica de tilt-shift.
Ele foi consultado para o filme brasileiro, mas não se comprometeu em função de agenda.

Outros clientes também contrataram Keith para projetos com essa mesma técnica, que começam a veicular agora no final do ano, inclusive com algumas de suas imagens de arquivo.

O tilt shift altera a velocidade e perspectiva das imagens, fazendo com que elas mais pareçam miniaturas. Não é uma técnica fotográfica nova, mas só recentemente foi adaptada para a linguagem cinematografica e até então nunca tinha sido utilizada em propaganda.

O mesmo Keith elogiou por e-mail o excelente uso da técnica na produção da AD Studio e DPZ.

DPZ

----------------------------------------

Labels: ,

2 comments:

Comment by Alexandre on 11/18/2009 10:11 AM

Muito bem observado, Dakial.

Os dois primeiros (Itaú e Futureshots) usam uma técnica para simular a fotografia Tilt-shift, comumente usada para fotografar maquetes e miniaturas. Muito bacana.

O clipe do Oren Lavie é fantástico, e brilhantemente executado. E as cópias são óbvias...

O terceiro exemplo não conhecia, mas também fica clara a cópia. E o clipe do Sour também é brilhante!

Abraço

Comment by DPZ Propaganda on 11/19/2009 10:42 AM

APENAS UMA TÉCNICA.
DA DPZ, sobre a técnica do filme Perspectivas:

Perspectivas, para Personnalité, foi aprovado no dia 21 de setembro no banco, depois de passar por um longo processo de pesquisa (técnica e roteiros) que durou mais de um mês.

As reuniões de pré-produção aconteceram entre os dias 24 e 28, com aprovação de shooting board e locações por agência e cliente.
O projeto partiu das referências do diretor de fotografia Keith Loutit, australiano especialista na técnica de tilt-shift.
Ele foi consultado para o filme brasileiro, mas não se comprometeu em função de agenda.

Outros clientes também contrataram Keith para projetos com essa mesma técnica, que começam a veicular agora no final do ano, inclusive com algumas de suas imagens de arquivo.

O tilt shift altera a velocidade e perspectiva das imagens, fazendo com que elas mais pareçam miniaturas. Não é uma técnica fotográfica nova, mas só recentemente foi adaptada para a linguagem cinematografica e até então nunca tinha sido utilizada em propaganda.

O mesmo Keith elogiou por e-mail o excelente uso da técnica na produção da AD Studio e DPZ.



DPZ

Postar um comentário